Ronaldo ajudou-nos a ganhar o jogo

Ajustar Comentario Impresión

Era um campo sintético, não estamos habituados. A nível de diferença de golos, que nesta qualificação é o principal fator de desempate, a seleção nacional tem saldo positivo de 26, contra 18 dos helvéticos.

Nessa altura, a selecção nacional foi a Milão obrigada a bater os transalpinos, para assegurar o primeiro lugar do Grupo 1, mas acabou derrotada por 1-0.

Aos 25 minutos surgiu o primeiro lance de grande perigo da partida. Já não há outra conversa: "temos de ganhar, queremos ganhar e acredito que vamos ganhar", disse o técnico no final da vitória difícil em Andorra.

O avançado já tinha dado nas vistas aos 32′ quando, após mais uma reposição atrasada por parte dos apanha bolas, chamou um dos miúdos e explicou-lhe como poderiam fazer para a coisa ser diferente. Só Eusébio, Nuno Gomes e Pauleta tinham antes chegado ao 'póquer'. Os dois golos surgiram apenas no segundo tempo, com Cristiano Ronaldo e André Silva a darem os três pontos para as contas do Grupo B.

No roteiro idealizado por Fernando Santos, Cristiano Ronaldo teria permanecido os 90 minutos sentado ao seu lado no banco, a salvo de qualquer indesejável lesão ou cartão amarelo que colocasse o habitual capitão português fora da "final" com a Suíça.

William Carvalho e Bruno Alves apontaram os outros golos lusos, enquanto o suplente Arturs Zjuzins faturou para os letões. Faltou encostar mais na frente. "Esperamos na terça-feira poder ganhar". Andorra é servida por aeródromo com capacidade para receber apenas determinadas aeronaves.