Quentin Tarantino vai contar história de psicopata no cinema

Ajustar Comentario Impresión

As informações foram divulgadas pela The Hollywood Reporter nesta terça-feira (11).

A informação de que o próximo filme de Quentin Tarantino ("Os Oito Odiados") será sobre a família Mason mal foi confirmada e os primeiros boatos começam a circular. De acordo com os sites, Brad Pitt pode retornar, assim como o queridinho do diretor, o veterano Samuel L. Jackson. Ainda segundo a publicação, o objetivo de Tarantino é encontrar um estúdio que aceite financiar e distribuir o filme. Manson ordenou a um grupo dos seus seguidores que atacassem os habitantes de uma casa em Benedict Canyon, Los Angeles, acreditando que era propriedade de um produtor de música que antes o tinha rejeitado. Os assassinatos tiveram lugar na casa da atriz Sharon Tate, que foi morta estando grávida de oito meses, a par de quatro outras pessoas. Tate foi assassinada com várias facadas no corpo e no rosto.

Ele também tinha anunciava letras do Álbum Branco, dos Beatles, reuniam mensagens subliminares que confirmavam suas ideias. Ainda hoje, aos 82 anos, continua detido na penitenciária de Corcoran, na Califórnia.

A trama do novo filme do cineasta norte-americano deve ser focada no assassinato de Sharon.

Este será o nono filme de Quentin Tarantino (na verdade é o décimo, mas o realizador diz que considera os dois volumes de Kill Bill como um só título) e a confirmar-se o que tem prometido desde 2012 - isto é, que só realizará dez longas-metragens -, este será o seu penúltimo projeto.